Carlos Drummond de Andrade

Considerado por muitos estudiosos o poeta mais importante de todos os tempos, Carlos Drummond de Andrade nasceu em 31 de outubro de 1902, na cidade mineira de Itabira do Mato Dentro, e faleceu em 17 de agosto de 1987 no Rio de Janeiro. Drummond era filho de fazendeiros e estudou em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro. Iniciou sua carreira de escritor no jornal Diário de Minas, que reunia os adeptos do Movimento Modernista, além de ter fundado com outros escritores uma publicação chamada A Revista.

Podemos encontrar o poeta eternizado no calçadão de Copacabana, nas imediações do Posto 6, no Rio de Janeiro pelas mãos do artista plástico Leo Santana. A escultura foi lavrada em bronze com tal maestria que hoje é um verdadeiro chamariz de turistas e curiosos. É comum ver filas de pessoas que ao lado dela se sentam para tirar fotos, conversar, ou simplesmente olhar a paisagem fazendo companhia ao taciturno poeta.

Segundo Ziraldo, Drummond tinha muito medo de ser esquecido. Hoje, no banco em que assenta a estátua, o mesmo em que o poeta costumava ficar nos finais de tarde, lê-se o verso, “No mar estava escrita uma cidade”. Drummond escreveu a história de sua vida nesta cidade, e nela será sempre lembrado.