Voando Como as Águias



A águia é realmente uma criatura incrível, sem esforço, ela conquista o respeito de todos que a vêem, com o movimento de suas grandes asas, ela deixa o mundo para trás, enquanto voa para alturas emocionantes.

A águia tem sido usada como símbolo de majestade durante séculos. Os antigos romanos usavam a figura desta ave como emblema, nos escudos de batalha, porque era o símbolo reconhecido do Império Romano. Este pássaro também foi usado pelos antigos gregos e egípcios, e o símbolo nacional dos Estados Unidos é uma águia.

Não apenas a águia simboliza majestade como também força, porque é extremamente forte, acompanha também o brasão da Instituição de Ensino Monforte que carrega a filosofia da águia para a presente atuação no trabalho educacional. Mas o que torna este pássaro tão régio e majestoso?


A Lição da Águia

Ela consegue alcançar alturas de mais de 3.000 metros, é capaz de resistir ventos e tempestades e continuar firme em fundamentos sólidos.

Chega a viver 70 anos e se renova aos 40, quando arranca seu próprio bico, penas e unhas velhas, e então, parte para o famoso vôo de renovação para viver mais 30 anos.

Constrói seu ninho para durar, em rochas nas alturas, com grandes galhos e ramos, então, pronta para começar a sua família, casa-se por toda a vida. A mamãe águia põe um ou dois ovos, o pai águia se incumbe dos proventos da família.


Tempo de Voar

No momento certo a mãe águia agita seu ninho, e com o bater das suas asas, ela, deliberadamente, empurra o primeiro filhote para fora do ninho, e lá se vai a pequenina águia em queda livre, então, antes de quase bater no chão, a mamãe e papai águia se arremetem bem por baixo dela e, gentilmente, seguram-na em suas grandes asas, de volta para o ninho, até o próximo vôo sublime.


E você? Está preparado para voar como as Águias?

Arrojada por natureza, de modos majestosos, incansável em resistência e emocionante no vôo, a águia é, provavelmente, um dos pássaros mais fascinantes que Deus criou! E não é mera coincidência que Ele quisesse comparar-nos com essa criatura surpreendente. Vem voar conosco?


















«« Voltar